DCSIMG
Skip Global Navigation to Main Content
Textos & Transcrições

Declaração do presidente Obama sobre o ataque em Benghazi

12 de setembro de 2012

CASA BRANCA
Escritório do secretário de Imprensa
12 de setembro de 2012

Comunicado do presidente sobre o ataque em Benghazi

Condeno veementemente o ataque ultrajante à nossa representação diplomática em Benghazi, que tirou a vida de quatro americanos, entre eles o embaixador Chris Stevens. Neste momento, nós, americanos, elevamos nossos pensamentos e orações aos familiares daqueles que perdemos. Eles eram um exemplo do compromisso dos Estados Unidos com a liberdade, a justiça e a parceria com nações e pessoas do mundo todo e o oposto daqueles que insensivelmente tiraram suas vidas.

Orientei meu governo para fornecer todos os recursos necessários para apoiar a segurança do nosso pessoal na Líbia e aumentar a segurança em nossos postos diplomáticos em todo o mundo. Embora os Estados Unidos rejeitem as tentativas de denegrir as crenças religiosas de outras pessoas, devemos todos nos opor de modo inequívoco ao tipo de violência sem sentido que tirou a vida desses servidores públicos.

Falando em termos pessoais, Chris era um representante corajoso e exemplar dos Estados Unidos. Durante toda a revolução líbia, ele serviu com abnegação ao nosso país e ao povo líbio em nossa missão diplomática em Benghazi. Como embaixador em Trípoli, apoiou a transição da Líbia para a democracia. Seu legado perdurará em todos os lugares em que os seres humanos busquem liberdade e justiça. Sou profundamente grato ao serviço que ele prestou ao meu governo e estou profundamente triste com esta perda.

Os americanos corajosos que perdemos representam o serviço extraordinário e os sacrifícios que nossos civis fazem todos os dias no mundo todo. Ao nos unirmos com suas famílias, vamos redobrar nossos próprios esforços para dar continuidade ao seu trabalho.