DCSIMG
Skip Global Navigation to Main Content
Publicações

eJournal USA: Deixando Sua Marca: Líderes Negras

15 de agosto de 2012
Fannie Lou Hamer falando para uma multidão (AP Images)

A ativista de direitos civis Fannie Lou Hamer ajudou a organizar os “Verões da Liberdade no Mississippi” para informar cidadãos negros sobre o direito ao voto e registrá-los para votar.

Em fevereiro de 1926, o historiador Carter G. Woodson, filho de ex-escravos, iniciou a Semana da História do Negro para incentivar afro-americanos a estudar sua própria história. Cinquenta anos depois, quando os Estados Unidos comemoravam seu bicentenário da Independência em 1976, o presidente Gerald Ford conclamou todos os americanos a “aproveitar a oportunidade para homenagear as realizações, tão frequentemente negligenciadas, dos negros americanos em todas as áreas de atuação ao longo da nossa história” e designou fevereiro o Mês da História do Negro. Desde então, americanos de todas as raças estudam a história e as contribuições dos afro-americanos no mês de fevereiro. Em 2012, o tema do Mês da História do Negro é Mulheres Negras na Cultura e na História Americana.

Esta edição de eJournal USA traça o perfil de afro-americanas dos séculos 20 e 21 que fizeram contribuições significativas para várias esferas da vida americana. Também oferece insights sobre como gerações anteriores de afro-americanas servem de referência para a atual geração.

A relação de mulheres apresentadas aqui, embora não abrangente, é bastante variada. Inclui mulheres que dedicaram seu talento e energia aos negócios, aos direitos civis, à política, à vida acadêmica e à mídia de massa. Todas elas, a seu modo, ratificaram o sonho americano não apenas para os afro-americanos, mas para mulheres e homens de todas as etnias.

― Os editores