DCSIMG
Skip Global Navigation to Main Content
Em Poucas Palavras

“Hóspede” recorda resgate ousado no Irã

04 de dezembro de 2012

Grupo de pessoas numa sala com papéis, inserção de Robert Anders segurando cartão de visitas (AP Images/Inset: State Dept.)

A fuga do diplomata americano Robert Anders do Irã durante a crise de reféns de 1979-1980 recebe o tratamento Hollywood em Argo.

Recentemente na Universidade de Toronto, em um evento coorganizado pelo Consulado Geral dos EUA em Toronto, o ex-diplomata americano Robert Anders e o ex-diplomata canadense Michael Shenstone contaram estórias de eventos reais que são tema do filme recente Argo.

Em 1979, a Embaixada dos EUA em Teerã foi invadida e mais de 60 americanos foram tomados como reféns. Seis americanos evadiram a captura e foram abrigados pelo embaixador canadense no Irã, Kenneth Taylor.

Robert Anders era um desses seis “hóspedes”. Michael Shenstone trabalhou de perto na crise de reféns no Irã de Ottawa.

Com a ajuda do governo canadense, os seis americanos escaparam do país fingindo ser cineastas filmando um filme de ficção científica chamado Argo.

Acima uma cena real de Argo, em que Tate Donovan (à direita) interpreta Robert Anders. Na inserção, o verdadeiro Robert Anders segura um cartão de visitas feito para a produtora de filmes fictícia.