DCSIMG
Skip Global Navigation to Main Content
Artigos

Dia de Ação de Graças: o feriado favorito nos EUA

Por Louise Fenner | Redatora | 21 de novembro de 2011
Menina com um chapéu de imigrante peregrina inglesa comendo purê de batata (AP Images)

Vestida como uma imigrante peregrina inglesa, uma menina saboreia purê de batata no Centro da Criança Montessori, em Wheeling, Virginia Ocidental.

Por Louise Fenner
Redatora

Washington — O Thanksgiving (Dia de Ação de Graças) nos Estados Unidos é um dia para se reunir com a família e amigos, partilhar uma refeição tradicional e expressar gratidão pelas coisas boas da vida. Também pode ser uma oportunidade de ajudar as pessoas na comunidade.

Celebrado na quarta quinta-feira de novembro, o Dia de Ação de Graças tem suas origens nos festivais de colheita. Expressar gratidão por uma colheita abundante era costume tanto nas culturas dos peregrinos que partiram da Inglaterra em 1620 como dos nativos americanos que encontraram.

A celebração da colheita de três dias realizada em 1621 na colônia de Plymouth (hoje parte de Massachusetts) é geralmente considerada o primeiro Dia de Ação de Graças americano. Os imigrantes peregrinos ingleses haviam chegado no ano anterior a bordo do navio Mayflower. Eles não haviam trazido comida suficiente, e era tarde demais para plantar. Metade da colônia morreu durante o inverno de 1620-1621. Na primavera, os índios Wampanoag locais ensinaram os colonos a cultivar milho e outras culturas, e os ajudou a aprender a caçar e pescar. Eles também mostraram aos colonos como cozinhar cranberries (mirtilo ou uva-do-monte), milho e abóbora.

Os colonos tiveram colheitas abundantes no outono de 1621. Eles convidaram os seus benfeitores Wampanoag para saborear perus selvagens, patos, gansos, peixes e mariscos, milho, verduras e frutas secas. Massasoit, cacique da tribo Wampanoag, e sua tribo levaram carne de veado.

Os festivais de colheita tornaram-se um evento regular na Nova Inglaterra. O Dia de Ação de Graças foi observado em diversas datas nos estados até 1863, quando o presidente Abraham Lincoln proclamou a última quinta-feira de novembro como feriado nacional de Ação de Graças. Em 1941, o presidente Franklin Roosevelt assinou uma lei que determinava que o Dia de Ação de Graças caísse na quarta (nem sempre na última) quinta-feira, em novembro.

REUNINDO E AJUDANDO

Muitas tradições do Thanksgiving são oriundas dessa celebração da colheita em 1621. Feixes de trigo ou de milho são muitas vezes usados como decoração. Peru assado, molho de mirtilo, batata doce e torta de abóbora são comumente servidos na ceia nesse dia. Mas enquanto a população dos EUA vai se tornando mais diversificada, o mesmo acontece com a refeição de Ação de Graças. Hoje em dia, ao lado do peru pode estar um prato de tamales, tabule, cuscuz ou chucrute.

As universidades servem uma refeição especial para os alunos remanescentes no campus durante o Dia de Ação de Graças, e os estudantes internacionais são muitas vezes convidados a partilhar esse dia com as famílias locais. Uma refeição de Ação de Graças é servida aos soldados americanos no exterior. Quando os americanos em casa sentam-se à mesa e dão graças, muitas vezes expressam gratidão por sua liberdade e pelos sacrifícios feitos para preservá-la.

Muitas pessoas preparam as refeições de Thanksgiving e as servem aos necessitados. Outros doam para campanhas de alimentos, ou trabalham em armazéns de alimentos ou entregam mantimentos para cozinhas comunitárias, igrejas e outros grupos de caridade.

Thanksgiving é o período mais movimentado de viagens do ano porque as famílias fazem um esforço especial para estar juntos. Alguns passatempos favoritos incluem assistir à cobertura televisiva do desfile anual da loja de departamento Macy’s de Nova York e aos jogos de futebol americano realizados em todo o país. O dia de Ação de Graças marca o início da temporada de compras de Natal, um momento importante para os varejistas dos EUA.

Uma tradição inusitada de Ação de Graças é a cerimônia anual do presidente dos EUA de “perdão” ao peru, que poupa a ave da mesa de jantar. O pássaro passa a viver sua vida em um zoológico.

NATIVOS AMERICANOS

A celebração da colheita de 1621 foi seguida por um longo período de injustiça e conflito entre nativos americanos e europeus. Muitos nativos americanos nos Estados Unidos veem o Thanksgiving como um “dia de luto nacional”. No entanto, outros desfrutam de uma refeição de Ação de Graças tradicional em casa ou em reuniões de grande porte da comunidade tendo a oportunidade de passar um dia com a família e amigos. A cada ano no sul da Califórnia, o grupo Morongo Band da tribo indígena Mission doa milhares de perus para instituições de caridade e famílias necessitadas.

A história e a cultura dos nativos americanos são frequentemente discutidas nas escolas na época do feriado de Ação de Graças e durante o mês de novembro, que é o Mês Nacional do Patrimônio do Índio Americano.

Mulher preparando os perus assados para servir (AP Images)

Uma mulher inspeciona uma forma cheia de perus na Associação Neighborhood House em Calexico, Califórnia, onde centenas de refeições são servidas às famílias carentes a cada Thanksgiving.